Noroeste Sustentabilidade

O Noroeste ressignifica o conceito de viver

Brasília ganhou destaque nacional com a construção do primeiro bairro ecológico de todo o Brasil: o Noroeste. Idealizado por Lúcio Costa em seu projeto de expansão arquitetônica da cidade “Brasília Revisitada”, o novo setor ressignifica o conceito de viver bem, oferecendo uma qualidade de vida antes inédita.

Para que se mantenha o bom funcionamento ambiental, desde sua concepção, existe ainda um Plano de Gestão Ambiental de Implantação. Este “manual” de existência foi elaborado pela Terracap em conjunto as diversas áreas governamentais voltadas à preservação do meio ambiente e planejamento urbano da cidade.

No projeto de urbanização foram implementadas diretrizes para o conforto e desempenho energético. Tudo com foco no consumo moderado de energia, contribuindo para um céu mais limpo e menos poluentes no ar da Capital Federal.

As quadras apresentam ainda uma configuração semelhante às famosas superquadras de Brasília. Mas apesar de possuir aspectos semelhantes às outras regiões da cidade, como prédios exclusivos de quitinetes com comércio no andar térreo, sua estrutura marca um novo episódio na existência dos bairros residenciais locais somando o equilíbrio real entre arquitetura e urbanismo.

noroeste

Em sua concepção cabe também espaços que incentivam a prática de atividades físicas. Largas ciclovias e coopervias são instaladas ao lado da vegetação de forma estudada, para que a natureza não seja prejudicada.

As áreas residenciais com estrutura de comércio intercalado a cada duas quadras, são diferentes do modelo utilizado nos outros setores (como nas Asas Sul, Norte e sudoeste). O comércio não possui o formato de lojas internas e externas às quadras, e foi estrategicamente pensado para atender da melhor forma os moradores e comerciantes, os prédios comerciais estão instalados entre as avenidas e se distanciam um pouco das áreas residenciais.

Alguns dados do novo setor

– O Setor possui em sua área total 243 hectares, com uma expectativa populacional de 40 mil habitantes nos próximos dez anos. São 20 quadras residenciais, com 220 prédios residenciais, distribuídas ao longo de vias que farão a articulação do bairro com a Capital Federal.

– Um de seus grandes atrativos, o parque Parque Burle Marx, possui uma área equivalente a 280 campos de futebol. Desse espaço, 58 hectares estão reservados para Área de Preservação Permanente (APP). O centro de lazer será o segundo maior do DF, sendo menor apenas que o Parque da Cidade, que tem 320 hectares.

Parque Burle Marx

– Atualmente já existem cerca de quase três mil unidades ocupadas no bairro e mais de dez mil moradores em54 prédios já entregues. Ou seja quase 25% do esperado populacional e de edifícios.

– Cada quadra regular possui de 10 a 11 blocos residenciais de dimensões variáveis, com seis pavimentos sobre pilotis e possibilidade de ocupação parcial das coberturas. Suas superquadras foram localizadas ao longo do Parque Burle Marx, proporcionando aos moradores contato direto com a natureza.

– Áreas residenciais levam o nome de Superquadras Noroeste ou, seguindo o padrão silábico de contestação da cidade, “SQNW”. Suas numerações vão de 100 a 300 em sequência como SQNWs 102 a 111 para a primeira faixa de quadras e SQNWs 302 a 311 para a segunda faixa de quadras – sentido Sul – Norte. Áreas maiores receberão ainda numeração de 500 e 700 na mesma sequência.

Quer conhecer mais sobre esse que é o bairro do futuro? Confira o nosso eBook: Noroeste: o futuro é aqui e tira sua dúvidas.

Você também pode gostar
Empreendimentos Emplavi Noroeste: O futuro de Brasília está aqui
Saiba mais sobre Energia Fotovoltaica
Qualidade Construtiva: A Nova fronteira do alto padrão

Deixe seu comentário

Seu comentário*

Nome*
Site

Share This